O ecossistema de meios de pagamento no Brasil não para de crescer e de se diversificar, seja com soluções como o Pix e seus avanços, com o Open Banking e, principalmente, com o surgimento de fintechs com suas diferentes propostas e soluções de mercado. 

E são justamente elas que vêm dando uma nova cara ao mercado de cartões de crédito: segundo o Banco Central (Bacen), o número de usuários de cartões emitidos por fintechs e bancos digitais aumentou 310% entre 2019 e 2022. Ou seja, mais do que quadruplicou.

Outros dados e informações divulgados pelo Banco Central, que trazemos abaixo, reforçam este cenário e apontam o futuro do mercado de meios de pagamentos.

Fintechs ocupam espaço de mercado mais próximo ao dos ‘bancões’

Segundo o Relatório de Economia Bancária de 2022 do Bacen, a quantidade de usuários de cartões de crédito emitidos por fintechs, instituições de pagamentos e bancos digitais passou de 8,9 milhões (junho de 2019) para 36,5 milhões (junho de 2022). De acordo com a pesquisa, são 27,6 milhões de novos indivíduos usando cartões de crédito deste tipo de emissor.

A evolução neste dado é a mais significativa em comparação com outros emissores:

  • Os maiores bancos tradicionais (os famosos “bancões”: os públicos e os três maiores privados, que dominam o mercado) passaram de 51 milhões de usuários de cartões de crédito para 57,7 milhões neste triênio, uma alta de 13%;
  • Por sua vez, os demais bancos e financeiras, que foram ultrapassados pelas fintechs, passaram de 19,5 milhões de usuários de cartões de crédito para 22,7 milhões, equivalente a um aumento de 16%;
  • E as cooperativas passaram de 2 milhões para 3,6 milhões – alta de 80%, ainda que em um número discreto em comparação com os demais emissores.

Brasileiros têm mais cartões de crédito, na média

Segundo o Bacen, os números também refletem o aumento do número de cartões de cada usuário. O relatório indica que, em 2019, o percentual de usuários que tinha apenas um cartão de crédito era de 62%. Três anos depois, esta fatia caiu para 54% – ou seja, praticamente metade dos brasileiros já usa mais de um cartão para suas compras atualmente.

O BC também aponta que a  evolução no número de usuários de cartões de créditos das fintechs reflete o aumento na oferta de serviços destas startups, bem como marca a maior confiança do consumidor em suas soluções – ajudando a tornar o mercado inteiro mais acessível. 

A expansão do mercado de cartões de crédito nos últimos anos, impulsionada pela atuação das instituições de pagamento e dos bancos digitais, permitiu maior acesso da população brasileira a esse instrumento de pagamento. 

Considerações do Banco Central no Relatório de Economia Bancária de 2022

Ainda que as fintechs venham impulsionando a inclusão financeira e o acesso ao crédito, a instituição ressalta que o mercado ainda é dominado pelos grandes conglomerados bancários. Mesmo assim, o sinal é extremamente positivo para o setor: com cada vez mais competitividade no mercado, a qualidade da oferta de cartões de crédito melhora e os custos associados não param de cair.

Ofereça seus próprios produtos financeiros
em questão de semanas

Use nossa tecnologia para desenvolver, lançar e escalar serviços financeiros na América Latina, de forma ágil e segura.



¡Assine e receba nossa newsletter!

Ao registrar-se, você aceita nossos termos e nossa de Política de Privacidade.
  • Breno Salvador

    Jornalista e mestre em Relações Internacionais, foi repórter, redator, produtor e pesquisador antes de se juntar ao nosso time de Marketing. Curioso e brincalhão, diz que é uma esponja: aonde vai, gosta de absorver de tudo, aprendendo e vivenciando o que cada lugar tem de único. Adora música, livros, cozinhar, futebol e tênis.

Os comentários estão fechados.